Impacto do COVID-19 nas PMEs

Impacto do COVID-19 nas PMEs

Com o aumento de casos de Coronavírus (COVID-19) no Brasil, os danos causados já começam a refletir na economia do país e os pequenos negócios vão sofrer mais este impacto.

O governo, na tentativa de conter a pandemia, colocou algumas restrições de trabalho as quais forçaram as empresa a colocar seus funcionários em regime de Home Office e ainda restringiram aglomerações de pessoas sob risco de multa. Ou Seja, as pessoas estão em período de confinamento e isso impacta diretamente alguns setores e a economia em geral.

De acordo com o SEBRAE, os setores mais atingidos:

  • Pequenos negócios com atendimento ao público: Feiras, turismo, serviços porta a porta, economia criativa (shows, teatro, eventos esportivos, etc), atendimentos médicos, veterinários, atendimento estético, academias entre outros;
  • Serviços educacionais, cursos e escolas;
  • Estabelecimentos comerciais, ruas de comércio e shoppings;
  • Serviços de transportes (coletivo e individuais).

As micro e pequenas empresas, conforme informações do SEBRAE, correspondem a grande parte das empresas brasileiras, além disso são os maiores geradores de emprego do país. Foram mais de 730 mil oportunidades de emprego criadas em 2019.

A medida de quarentena pode parecer extrema e com certeza é prejudicial aos negócios, mas ela é essencial para conter a disseminação do COVID-19 para mais pessoas. É sabido que muitos empreendedores podem encerrar suas atividades por não suportar uma crise como esta, mas pode ser uma oportunidade de reestruturar seu negócio. De entender e criar novas oportunidades.

“É preciso estar pronto para se adaptar à abundância, mas também às crises.”
Fundador da AREZZO

Em momento de crise, como fazer para manter meu fluxo de caixa?

Estude e Avalie seus custos

É fundamental que o empreendedor conheça profundamente os custos da sua empresa e seja capaz de avaliar quais são aqueles imprescindíveis para manter o negócio operando. Em um contexto de queda do faturamento, é necessário priorizar aqueles que são realmente fundamentais e cortar ou reduzir os demais. A estratégia agora é manter fluxo de caixa o mais equilibrado possível.

Negocie com seus fornecedores

Com a queda do faturamento, você vai precisar negociar com seus fornecedores um melhor prazo para cumprir seus compromissos. Essa negociação pode trazer o fôlego necessário para manter em dia aqueles gastos e despesas que não podem ser adiados.

Com as pessoas em casa, como manter minha receita?

Uso de Mídia Sociais e se seu negócio permitir, invista em vendas online

Com o cliente recluso em casa, os donos de pequenos negócios precisam usar ferramentas digitais para chegar até o público. Uma solução rápida e de baixo custo é investir na criação de perfis da empresa nas principais mídias sociais (Instagram e Facebook).

Aplicativos de Delivery

Prestadores de serviço e negócios de alimentação fora do lar começam a sofrer com a ausência de clientes. Neste caso, é melhor o empresário se adequar para pagar as taxas cobradas pelos aplicativos de delivery do que não vender nada.

Se um funcionário apresentar sintomas do COVID-19?

Assim como os cidadãos, as empresas devem adotar uma postura responsável para evitar a disseminação do novo coronavírus, causador da doença Covid-19. Entre as medidas recomendadas estão garantir a limpeza do ambiente e estimular o trabalho remoto. Caso um ou mais funcionários apresentem sintomas da doença, porém, a postura deve ser especialmente cuidadosa.
A recomendação, porém, nem sempre inclui uma ida imediata ao hospital. O Governo Federal recomenda que, para evitar idas desnecessárias às unidades médicas, quem não tiver febre e mais um sintoma da doença deve ligar para a ouvidoria do SUS (136) para receber orientações.

Vamos apoiar o pequeno negócio.

Em tempos de crise, como o que estamos vivendo, é importante que todos tenham consciência da importância de ajudar uns aos outros. Conhecemos a realidade das empresas brasileiras, a qual a maior parte são PME. Como dito acima, estas serão as mais afetadas pois, em sua maioria, não possui saúde financeira forte ou fluxo de caixa para segurar 01, 02 ou mais meses que queda na receita.
Portanto, quando for comprar, dê preferência ao pequeno negócio ou comércio de bairro, Você contribui para a manutenção do pequeno e médio empreendedor.

Na Global Financeiro os clientes estão amparados.

Não há motivo de preocupação, nossa segurança, nossa disponibilidade está tudo em ordem e ao seu dispor. Nossos suporte está trabalhando em home office mas está online para poder sanar todas as suas dúvidas e ajudar com a melhor experiência que podem oferecer, como sempre fazemos. Alertamos apenas em relação ao tempo de resposta um pouco maior por conta do nosso time está 100% em home office.

Lembre-se:

Empreendedor preparado é empreendedor de sucesso!

Gestão financeira fácil e eficiente, Global Financeiro
No Comments

Post a Comment

Comment
Name
Email
Website